Mato Grosso

  • ASSISTÊNCIA SOCIAL
  • INCLUSÃO SOCIAL
  • MULHERES
  • QUALIFICA 300
INCLUSÃO SOCIAL

Programa Qualifica 300 - Edição Mulher encerra primeira turma com 100% de satisfação

O programa leva cursos de qualificação específicos para o público feminino

Data: Quarta-Feira, 15 de Maio de 2019
Fonte:Site da Prefeitura de Cuiabá
Autor:CAROLINA MIRANDA
Foto Por:José Ferreira
Atividade prática no Curso Design de Sobrancelhas

O Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do bairro Dom Aquino, região Central de Cuiabá, foi a unidade escolhida para realização dos cursos de qualificação do Programa Qualifica 300 - Edição Mulher. Após uma semana de aulas, a primeira turma do curso de Designer de Sobrancelha encerrou as atividades com saldo positivo.

Com grande participação, tendo apenas uma desistência, do total de 21 participantes, o resultado alcançado pelas alunas foi de 100% de satisfação e todas as expectativas atendidas.

O programa, que foi idealizado pela primeira-dama Márcia Pinheiro, em conjunto com a Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano, leva cursos específicos para o público feminino, por meio de uma parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).

Exemplo de determinação e força de vontade é da jovem Beatriz Regina de Oliveira Miranda, 19 anos. Apesar da pouca idade, já tem que se preocupar em oferecer uma vida de qualidade para sua pequena Eloá, de quatro meses apenas. Segundo ela, ao invés de ser um empecilho, foi exatamente essa a sua principal inspiração em buscar uma capacitação profissional para contribuir com a renda mensal da família. “Nós mulheres temos sempre que buscar a nossa independência e sempre que possível, ajudar e nunca atrapalhar. Com esse curso, quero trabalhar em casa, fazer o meu horário e ainda poder cuidar da minha filha. Estou muito esperançosa”, disse.

Gisele Fernanda de 26 anos também foi uma das beneficiadas com a qualificação. Ela que já trabalha em um salão de beleza como manicure, resolveu aumentar as possibilidades de ganho e conseguir um salário melhor no final do mês. “Nós temos que procurar sempre reinventar. Não podemos nos acomodar achar que o que já sabemos e fazemos é o suficiente. Esse curso de designer de sobrancelha veio na hora certa. Vou poder conciliar as duas coisas. Se não surgir de um lado aparece do outro. Temos que sempre estar preparadas”, ressaltou a jovem.

Eliene Batista também não deixou passar a oportunidade. Desempregada, quando soube dos cursos oferecidos pela Prefeitura, não perdeu tempo e foi atrás para garantir a vaga. “Entrei sem nenhuma ideia de como era, sem nenhuma informação. Apesar do pouco tempo, uma semana, tivemos boas informações e o melhor, aprendemos na prática. Estou muita satisfeita. Tenho certeza que vou conseguir muitos clientes”, confirmou.

Além de todo material didático, as alunas receberam kits completos para começarem a trabalhar e já conseguir um extra para adquirir novos materiais e cada vez mais se aperfeiçoar. Adriana Cintra é a professora do Senac responsável pelo curso. “Procuro passar para minhas alunas como funciona na prática, no dia a dia do trabalho. Para participar, a pessoa tem apenas que querer aprender. Se trabalhar certinho e não tiver vergonha e nem preguiça de correr atrás, dá para garantir um bom salário”, afirmou.

Ao todo, são 780 vagas para nove cursos, oferecidos em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), das áreas de beleza, alimentação e vestuário (Artesão de Pintura em Tecido), com carga horária média de 90 horas, de acordo com cada curso.

A próxima turma do curso de Designer de Sobrancelha será na unidade do Cras, no bairro Praieiro, a partir do dia 20 de maio.

Edição especial - O projeto de qualificação, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), leva aos bairros da Capital, nove cursos de três áreas diferentes, totalmente gratuitos e de fácil acesso, uma vez que, as aulas são realizadas nas 16 unidades dos Cras espalhados por Cuiabá.

A edição do programa é exclusivamente voltada às mulheres. Em 2018, foram mais de 900 certificações, na ocasião, a parceira foi instituída com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

“Com mais mulheres independentes financeiramente, gerando renda para a sua família e para o seu sustento, nós teremos menos mulheres reféns daquelas situações as quais, em muitos casos, se submetem por não terem outras opções. É violência física, verbal, psicológica e, em casos extremos chegando até o feminícidio porque elas não possuem outra opção. É pensando nisso também que destinamos uma edição especial para as mulheres cuiabanas”, frisou Marcia Pinheiro.

Pixel Google: