Mato Grosso, Terça-Feira, 16 de Outubro de 2018

Inicia em
20
OUT/18
Design de Sobrancelhas
CUIABÁ
Inicia em
06
NOV/18
Excel Avançado
RONDONÓPOLIS
Inicia em
20
OUT/18
Unhas de Gel
TANGARÁ DA SERRA
Inicia em
27
OUT/18
Alongamento de Cílios
PRIMAVERA DO LESTE
Inicia em
26
OUT/18
Penteados
RONDONÓPOLIS
Inicia em
10
NOV/18
Clareamento de Axilas e Virilhas
PRIMAVERA DO LESTE
Inicia em
22
OUT/18
Oratória - A Arte da Comunicação Eficaz
CUIABÁ
Inicia em
20
OUT/18
Excel 2016
SORRISO

NOTÍCIAS

06/09/2018 às 15:56

 

Aprenda a aproveitar melhor o tempo e tornar seu ócio mais criativo.

Você já ouviu falar sobre ócio? Patricia Barcelos*, tutora do curso Administração do Tempo, do Senac EAD, explica que essa palavra vem do latim otium, que significa inatividade. Além disso, a tradição grega também utilizava esse termo para definir o momento de descanso. O ócio pode ser caracterizado como: finalização do trabalho; folga ou repouso. Esse período de tempo em que se folga. Ausência de ocupação; falta de trabalho. De acordo com essa definição primária, o ócio é o oposto ao trabalho e remete a relaxamento mental.

 Contudo, Patricia diz que se dermos outra conotação para o ócio, surge a definição do ócio criativo. “Essa foi uma teoria revolucionária desenvolvida pelo italiano Domenico de Masi e que prega o uso do tempo livre como um complemento para atividades profissionais e para a busca da satisfação pessoal”.

 Ela relata que tal teoria do ócio criativo visa a destituir com a ideia do trabalho como obrigação desagradável e incentiva o desenvolvimento de atividades paralelas e prazerosas que tragam conhecimento e aprendizado para a atividade profissional.

 Dessa forma, “o ideal é acabar com a separação entre vida profissional e vida pessoal e divertir-se enquanto trabalha, aumentando o nível de satisfação pessoal, intelectual e profissional”, afirma Patricia.

 Pela lógica do ócio criativo, o profissional deve buscar três pilares: trabalho, conhecimento e lazer – sendo que não há horários pré-definidos para esses itens (pode-se ter uma grande ideia tomando banho, ou ao sair mais cedo do trabalho em plena segunda-feira, por exemplo).

Confira orientações para aproveitar melhor o tempo e tornar seu ócio mais criativo:

  • Tenha um hobby: se dedicar a uma atividade de lazer, prazerosa é fundamental para dar um tempo de descanso ao cérebro e relaxar a mente para não sofrer com o estresse. Se dedicar a outras atividades que não estão relacionadas àquelas exigidas no emprego, proporciona satisfação pessoal, além de oportunizar o desenvolvimento de novas habilidades.

  • Equilibre seu tempo: uma pesquisa realizada pela psicóloga Mary Helen Immordino-Yang, da Universidade do Sul da Califórnia, apontou que a realização de pausas para ter momentos descompromissados é uma excelente maneira de alcançar maior criatividade e capacidade de inovação. Isso porque receber estímulos intelectuais e informações variadas o tempo todo pode atrapalhar o funcionamento natural do cérebro, afetando sua capacidade de organizar informações e causando uma sobrecarga que pode gerar uma série de distúrbios psicológicos.

  • Mantenha relacionamentos saudáveis: conversar com pessoas, trocar ideias, “jogar conversa fora”, discutir opiniões nos grupos familiares e de amigos permite perceber outras perspectivas e fomentar novas conexões.

  • Se ouça, se veja e registre seus insights: se puder tire fotos, faça gravações de seus momentos especiais, se puder escreva seus sonhos. Cante e ouça sua própria voz, se olhe no espelho e converse consigo mesmo!

  • Tenha “aquele” momento: você pode também variar, claro, mas é importante decidir o que vai fazer e se dedicar apenas àquilo. Por exemplo: ouvir música – quantas vezes você se lembra de ter parado para apenas ouvir música, entender do que ela fala, entender a melodia. Mergulhe em algo positivo e desfrute de seus atrativos!

Diante desse cenário da atualidade de procrastinação e ócio, Patricia convida você a se aprofundar nessas temáticas, participando do curso Administração do Tempo ofertado pelo Senac. “Você poderá conhecer outras orientações e procedimentos para organizar seu tempo de modo a reconhecer as prioridades das situações, bem como a sistematizar suas atividades dentro de 24 horas”.

Patricia Barcelos* é graduada em Pedagogia, bacharel em Ciências da Administração e mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina.



Senac EAD


© 2010 - SENAC - MT